domingo, 22 de maio de 2011

Professores do Brasil

O dia que pagarem pra um deputado o salário de um professor, e pra um professor o salário de um deputado, teremos ladrões educando crianças e heróis governando o pais.
Sem querer generalizar (por que temos, é claro, muitas exceções), gostaria de iniciar assim o meu post, com base no discurso da professora Amanda Gurgel [1].

Diz-se muito em “investindo em educação”. Onde? Quando isso começou? O que é pra vocês investir em educação? Investir em educação começa valorizando o profissional da educação, vulgo, O Professor.

Foi-se os tempos em que os professores eram tidos como mestres e o respeito a estes profissionais era fora do comum. Hoje ser professor é simplesmente aceitar as condições e salários estabelecidos por aqueles que ganham o salário de 30 professores, segundo Amanda na entrevista exibida no programa do Faustão dia 22/05/2011.

Nem a merenda, que são dos alunos, eles podem “filar”. Agora pense na seguinte situação:
Como é de costume, um policial em trabalho entra num restaurante, escolhe o que quer, sacia sua fome, diz um obrigado ao operador do caixa e sai sem pagar, como acontece na maioria dos estabelecimentos (e eu não vejo mal algum nisso). Agora, imagine um professor (que também é um funcionário público assim com um policial) entrando neste mesmo restaurante, saciando sua fome e saindo apressado, por que tem que dar mais uma aula, passa no caixa e diz também um obrigado. O que acontece com ele? Eles chamam a polícia para o professor. E o mais engraçado, aquele mesmo policial que acabara de sair dali (agora saciado) é acionado e enquadra o professor... Isso sem falar no transporte!
Pra finalizar, eu não estou falando pra deixar de lado a segurança e priorizar a educação, estou querendo dizer que os três pilares para um país melhor são: segurança, saúde e educação!


[1] FONTE: http://www.youtube.com/watch?v=yFkt0O7lceA



Por hora é só. Até a próxima, e nunca parem de pensar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário