quinta-feira, 28 de julho de 2011

Sem sentido

Sair correndo
Fugir de si mesmo
Escondendo em uma solução etílica
E no cheiro de ervas aromáticas

O mundo rodando
A cabeça girando
Círculos regulares
Hipercubos, espaçonaves...

Nada faz sentido agora
Tente entender!
Onde encontrar?
Mas nem sabe o que procurar

Não sabe por que começou
E nem quando vai acabar
Então é melhor nem tentar
Kant e sua autonomia não vai te ajudar agora...

Relaxe...

Por acaso,
Não seria obra do acaso?
Não!
Não neste caso...

(Diego V. Natividade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário